domingo, 4 de setembro de 2011

Professor: A quantas andam sua Saúde, Física e Mental

Autor: Silvia Garcia

Já falei sobre as Dificuldades de Aprendizagem e suas possíveis causas, com foco na Criança e sua Família. No entanto, não podemos esquecer do Protagonista desta história, o Professor. Para desempenhar bem seu papel deveria ser mais bem preparado psicologicamente.,mas não é isto que acontece, a maioria das vezes ele é incompreendido e massacrado por baixas condições de trabalho em salas com número excessivo de alunos, baixos salários, indisciplina e violência fazendo com que se sinta isolado e perdido, mesmo estando entre uma multidão. Com isto, os professores adoecem. Apresentam altos índices de estresse e depressão, fazendo com que se afastem das salas de aula; trazendo prejuízos para todos, Ele próprio, Escola e Crianças. É possível buscar soluções para reverter , prevenir ou amenizar, para tal deve se tratar as causas das doenças decorrentes desta profissão. Você já ouviu falar na Síndrome de Burnout, ou síndrome do Esgotamento Profissional, que afeta mais de 15% dos docentes?

O portador de Burnout mede a auto-estima pela capacidade de realização e sucesso profissional, o desejo de ser o melhor, inicia com satisfação e prazer, perdendo o entusiasmo quando não existe o reconhecimento. A realização profissional é transformada em obstinação e compulsão.

São doze os estágios de Burnout:

  1. Necessidade de se afirmar
  2. Dedicação exagerada - quer fazer tudo sozinho
  3. Descaso com as necessidades pessoais - comer, dormir, sair com os amigos começam a perder o sentido
  4. Recalque de conflitos - apresenta manifestações físicas, por reconhecer que algo não está bem, mas não enfrenta o problema
  5. Desvalorização: lazer, casa, amigos a medida da auto-estima é o trabalho, seus valores mudam
  6. Negação de problemas - os outros são completamente desvalorizados e tidos como incapazes. Os contatos sociais são repelidos, cinismo e agressão são os sinais mais evidentes
  7. Recolhimento; isolamento, fuga dos conflitos
  8. Mudanças de comportamento
  9. Perde a identidade
  10. Vazio interior
  11. A vida perde o sentido; Depressão - indiferença, desesperança, exaustão.
  12. A síndrome do esgotamento profissional é um colapso físico e mental; é caso de emergência e deve buscar ajuda médica e psicológica com urgência.

É uma exaustão física e emocional que começa com um sentimento de desconforto, aumentando à medida que a vontade de lecionar gradualmente diminui. Pode ser reconhecida pela Ausência de fatores motivacionais:

  • Energia
  • Alegria,
  • Entusiasmo,
  • Satisfação,
  • Interesse,
  • Vontade,
  • Sonhos para a vida,
  • Idéias,
  • Concentração, memória
  • Autoconfiança , instabilidade de humor.

Causas de estresses nos professores:

  • Políticas inadequadas da escola para casos de indisciplina
  • Atitude e comportamento dos administradores
  • Avaliação dos administradores e supervisores
  • Atitude e comportamento de outros professores e profissionais
  • Carga de trabalho excessiva
  • Oportunidades de carreira pouco interessantes
  • Desvalorização da profissão de professor
  • Falta de reconhecimento por uma boa aula ou por estar ensinando bem
  • Alunos barulhentos
  • Lidar com os pais

Efeitos do estresse

  • Sentimento de exaustão;
  • Sentimento de frustração;
  • Sentimento de incapacidade;
  • Carregar o estresse para casa;
  • Sentir-se culpado por não fazer o bastante;
  • Irritabilidade.

O professor pode lidar com o estresse e diminuir o efeito dele:

  • Realizar atividades de relaxamento
  • Organizar o tempo e decidir quais são as prioridades
  • Manter uma dieta equilibrada ou balanceada e fazer exercícios
  • Discutir os problemas com colegas de profissão
  • Tirar o dia de folga
  • Procurar ajuda profissional na medicina convencional ou terapias alternativas
  • Dar tempo aos professores para que eles colaborem ou conversem
  • Prover os professores com cursos e workshops
  • Fazer mais elogios aos professores, reforçar suas práticas e respeitar seu trabalho
  • Ter mais assistência da escola
  • Devem ser envolvidos nas decisões da escola , melhorando a comunicação com a escola.

Conclusão : A Sindrome de Burnout de professores relaciona-se com as condições de trabalho, as quais afetam o desempenho profissional.

Procure se informar, você pode estar acometido e não sabe.Busque um Profissional que possa te orientar.

E no Decreto de Goldman – Decreto 55727?

"O decreto regulamenta a lei 12.048, de 2005, que garante aos servidores públicos de São Paulo, melhor qualidade de vida, promoção de saúde e prevenção de doenças relacionados ao trabalho."

E em Minas Gerais já existe algo parecido? Vale a pena conferir!!!

/ciencia-artigos/professor-a-quantas-andam-sua-saude-fisica-e-mental-5170598.html

Perfil do Autor

Fonoaudióloga 30 anos de Experiência Atuando nas Áreas de

  • Voz, Fala, Audição.
  • Comunicação Oral e Escrita.
  • Distúrbios De Aprendizagem e Neurológicos.
  • Comunicação Virtual

Nenhum comentário:

Postar um comentário